O VOLUNTÁRIO

19 de maio de 2016

teamO QUE FAZ O VOLUNTÁRIO EM CAPELANIA?
O mesmo é integrante da equipe multidisciplinar, é uma pessoa capacitada e sensível às necessidades humanas, dispondo-se a dar ouvidos, confortar, encorajar, ajudando o enfermo, o encarcerado, o necessitado e todos aqueles que sofrem a lutar pela vida com esperança em Deus.
Oferece aconselhamento espiritual e apoio emocional tanto ao indivíduo e seus familiares, como aos profissionais que presta serviço junto a instituição ou empresa. É importante elo com a comunidade local.

 

businessman-with-doubtsQUEM PODE EXERCER A ATIVIDADE DE CAPELANIA?
O serviço de capelania voluntária deve ser feito com todo o coração. Isso inclui dizer que deve ser feito igualmente com competência. Da mesma forma que um missionário se prepara em várias áreas quando planeja atuar num outro país, o trabalho que é realizado nos hospitais, presídios, escolas, centros de recuperação, consideram tal preparo. Tais instituições são verdadeiros campos missionários onde se fala outra linguagem, têm sua cultura própria e características que lhe são próprias.
Desta forma, o candidato deve ser ativo em sua igreja ou comunidade, com vida cristã autêntica, ter bom embasamento bíblico-teológico e inter-relacionamento saudável. Com essas condições, aquele que deseja fazer parte da Equipe de Visitadores da Capelania precisa considerar um período de treinamento teórico e prático através dos cursos de capelania do CETEB em parceria com as Instituições Parceiras (A.C.B. / I.C.C.A. / A.C.B.)  e estar de acordo com a Declaração de Fé e a visão da Capelania Voluntária.

 

 O QUE NÃO É CAPELANIA VOLUNTÁRIA?

  1. A Capelania Cristã Voluntária não exerce nenhum poder de autoridade policial ou médica, não é atribuição do serviço de capelania apresentar qualquer tipo de serviço dessa natureza, e também documentação que lhe confira funções além do serviço voluntário, conforme: Lei Federal Nº 9.982/00, Lei do Voluntariado Nº 9.608 e etc., (Assistência Religiosa – Capelania). Veja leis no âmbito estadual e municipal de sua região.
  2. A credencial/carteira da A.C.B. deve ser apresentada apenas nos locais de atuação do Voluntário em Capelania, caso ocorra à apresentação da mesma de forma arbitraria é de responsabilidade de seu portador, é crime e a Instituição não se responsabiliza por tal conduta, conforme o Estatuto da A.C.B. Não utilizamos o Brasão da República Federativa do Brasil, o Brasão utilizado é da própria instituição.
  3. A Capelania não é uma atribuição de uma igreja ou denominação, convenção ou ordem de ministros, político partidária com representação de âmbito Federal ou Estadual, ou até mesmo de uma organização devidamente registrada nos órgãos competentes. Por se tratar de uma ação voluntaria (Lei do Voluntariado Nº 9.608), é livre e aberta a todas as confissões e organizações.
  4. Não se pode conferir qualquer documento que viabilize as atividades de capelania por meio literário ou até mesmo acadêmico, a teoria deve ser apenas um segundo plano, tendo em vista que a capelania efetiva é baseada na experiência das atividades nos hospitais, presídios, escolas, centros de recuperação, unidades militares e etc.
  5. O fardamento usado não é uma atribuição militar ou paramilitar com patentes militares, o uso apresenta a hierarquia institucional, usado em momentos cívicos e solenes. O brasão utilizado no fardamento é da própria instituição.

alarm (1)ATENÇÃO!!

Antes de receber em sua igreja ou ministério alguém que diz ser membro e até mesmo representante da Associação de Capelania do Brasil (A.C.B.). Entre em contato conosco, e exija apresentação de credencial especifica, ou verifique no nosso site se o nome do mesmo consta como Diretor, Representante ou Credenciado por nossas instituições. Infelizmente algumas pessoas alegam fazer parte de nossa instituição, quando não. Este comunicado não tem intenção de prejudicar quem quer que seja. Estamos apenas zelando por um ministério construído com integridade e fidelidade aos princípios bíblicos.